quarta-feira, 24 de maio de 2017

Mulher é estuprada por sete homens, tem cabeça esmagada por carro e corpo deixado aos cães após se recusar a casar

Em mais um crime contra a mulher que ocorreu na Índia, uma jovem de 23 anos foi raptada na região de Sonipat antes de ser estuprada, torturada e morta após negar se casar com um de seus atacantes, que era também seu ex-namorado.
Segundo a imprensa local, os agressores “quebraram seu crânio com tijolos antes de dirigir um carro sobre sua cabeça”. O ex-namorado e outros seis homens estupraram a jovem utilizando também objetos afiados, antes de assassiná-la.
O corpo foi encontrado sendo despedaçado por cães na cidade de Rohtak, no norte do país. Ela foi morta após se negar a casar com seu agressor e ameaçar contar à polícia sobre o rapto.
A polícia anunciou ter prendido o ex-namorado da vítima, Sumit Kumar, e um de seus cúmplices, identificado apenas como Vikas.
Os membros da família da vítima, após identificarem o corpo, disseram à polícia que Sumit e outros seis homens tinham invadido sua casa e ameaçado a jovem após esta lhe negar casamento.
De acordo com a polícia, a moça teria saído para trabalhar no dia 9 de maio por volta das 7 horas da manhã, quando Sumit e Vikas raptaram-na. O corpo da vítima foi recuperado apenas mais tarde com a ajuda de um residente da região de Kalupur Chungi, em Sonipat.
“Sumit confessou o crime e nos disse que eles mataram a vítima depois de violá-la”, disse o oficial Ajay Kumar. “O [exame] postmortem revelou que a vítima foi intoxicada por uma mistura de sedativos e refrigerante.
Acredita-se que ela tenha sido estuprada e morta enquanto estava inconsciente”.
De acordo com o professor e especialista em medicina forense, Dr. SK Dhatarwal, a cabeça da jovem foi brutalmente esmagada em uma tentativa de esconder sua identidade. “Também foram encontrados ossos quebrados”, acrescentou.
A família da vítima disse à polícia que Sumit a estava pressionado para se casar, mas ela recusava veementemente porque ele estava desempregado. O homem então a perseguiu por uma semana antes de sequestrá-la.
“Eu estava apaixonado por ela e ela também me amava”, disse ele após ter sido preso. “Houve algum desentendimento entre nós e eu a matei com um tijolo”.
A mãe da mulher exigiu que todos os envolvidos no crime fossem enforcados.
O incidente ocorreu poucos dias depois de a Suprema Corte do país ter confirmado a pena de morte para quatro homens em um caso de estupro que ocorreu em Nirbhaya e um homicídio em Déli, que provocaram agitações e reformas legais em toda a Índia.
Estatísticas do governo indiano apontam que quase 90% dos crimes envolvendo mulheres no país são cometidos por pessoas conhecidas pelas vítimas.
  ***** Informações com: Portal do Zacarias
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores