quinta-feira, 25 de maio de 2017

"Decreto": Autorização de Temer para uso do Exército para conter protesto é inédita no País, e causa polêmica.

O decreto assinado pelo presidente Michel Temer para o uso das Forças Armadas para fazer a segurança dos prédios públicos no Distrito Federal, devido ao protesto na Esplanada dos Ministérios, tem causado bastante polêmica. É a primeira vez que um presidente recorre à Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para atos de vandalismo desde 1999, quando passou a valer a lei que regulamenta o acionamento das Forças Armadas.
O GLO chegou a ser usado em outras ocasiões, mas não para conter atos de vandalismo. As Forças Armadas já foram convocadas pelo dispositivo para atuar na segurança de encontros da cúpula do Bric e do Mercorsul, da Copa do Mundo e Olimpíadas, além de ações contra crises na segurança pública em estados como o Ceará, o Rio Grande do Norte e o Espírito Santo.
A ação ocorre por "ordem expressa" da Presidência da República em casos em que há o "esgotamento das forças tradicionais de segurança pública" e "em graves situações de perturbação da ordem", segundo a legislação.
*** Informações com O Povo
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores