sexta-feira, 28 de abril de 2017

Refugiados afegãos violam sexualmente jovem sueca e transmitem vídeo ao vivo; veja o vídeo


Três jovens foram condenados depois de dois deles terem violado uma jovem sueca e transmitido o ataque em direto. Os dois violadores, de nacionalidade afegã, estavam na Suécia como refugiados. O terceiro jovem, Emil Khodagholi, de 21 anos, é sueco e foi condenado a seis meses de prisão por ter publicado o vídeo nas redes sociais e não ter feito queixa às autoridades. Reza Mohammed Ahmadi, de 21 anos, foi condenado a dois anos e quatro meses de prisão, enquanto Maysam Afshar, de 18 anos, foi condenado a um ano de prisão. A pena do último foi reduzida devido à idade do jovem. As imagens da violação foram publicadas num grupo privado de Facebook, com mais de 60 mil membros, mas depressa se tornaram virais. Várias pessoas denunciaram imediatamente o caso às autoridades suecas, que prontamente detiveram os jovens envolvidos. No vídeo, divulgado em direto, é possível ver os dois refugiados a violarem a jovem sueca, que está alcoolizada e que estaria sobre o efeito de drogas, não tendo hipótese de se defender. Em tribunal, os dois afegãos alegaram que o sexo foi consensual. O jovem sueco defendeu-se afirmando que não tinha conhecimento que a mulher não tinha autorizado a divulgação das imagens. O juiz responsável pelo caso, Nils Palbrant, considerou que "era impossível alguém naquele estado dar qualquer tipo de consentimento". No vídeo é ainda possível ver que os jovens tinham armas na sua posse. No final do clipe as autoridades invadem a casa dos afegãos e detêm-nos. Os condenados terão ainda que pagar uma indemnização à vítima no valor de quase 35 mil euros.
***** Informações com: CM Jornal
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918. Nosso site e nossa empresa não tem conotação política partidária com nenhum Grupo Político.
Vídeo:

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores