quinta-feira, 23 de março de 2017

Dez bairros de Fortaleza têm risco de epidemia de dengue

Dos 119 bairros de Fortaleza, 10 apresentam risco de epidemia das arboviroses – dengue, chikungunya e zika – provocadas pelo mosquito Aedes aegypti. Outros 80 estão em alerta para esta situação, pois, conforme o Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa), feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em fevereiro, o nível de infestação nestes bairros varia entre 1,0 e 3,9. A SMS alerta que, nesta quadra chuvosa, a aceleração do ciclo reprodutor do mosquito tem sido uma preocupação. A ocorrência de chuvas seguidas de calor tem gerado condições favoráveis para procriação rápida e o tempo de reprodução do vetor cai de 10 dias para 6 ou 7 dias. 
O atual LIRAa de Fortaleza, explica o assessor técnico da vigilância ambiental da SMS, Carlos Alberto Barbosa, foi medido entre os dias 1º e 10 de fevereiro. Do total de 1.200.000 imóveis cadastrados no sistema da Vigilância Ambiental da SMS, 40.000 foram visitados. 
Segundo o levantamento, o bairro Guararapes (Regional II) tem a situação mais preocupante, com LIRAa de 6,98. O índice de infestação é caracterizado como satisfatório quando fica abaixo de 1,0 e em alerta quando está no intervalo entre 1,0 e 3,9. Já quando é igual ou superior a 4,0 há risco de epidemia. O LIRAa será novamente mensurado em junho e outubro. 
O método utilizado pela SMS é o Índice de Infestação Predial (IIP), que mede a relação entre o número de imóveis com foco do mosquito e o total de edificações pesquisadas. Para traçar estratégias específicas de combate ao vetor nesta época do ano, além do LIRAa, a SMS também leva em conta a incidência dos casos de dengue, chikungunya e zika.
IncidênciaSomados os dois indicadores, Carlos Alberto informa que os bairros Jangurussu, José Walter, Conjunto Palmeiras, Autran Nunes, Genibaú, Cristo Redentor, Vila Pery, Álvaro Weyne e Barra do Ceará são os que, no atual momento, demandam ações mais incisivas. “Quando há casos, procuramos bloquear a área através do uso de máquinas costais, que alcançam cerca de nove quadras. Mas nesses bairros precisamos ampliar o bloqueio usando os chamados carros fumacê”. 
Nestas áreas, os registros de doenças arboviroses são altos e parte delas, segundo Carlos Alberto, recebe carros fumacê desde o dia 6 de março. São realizados três ciclos semanais. Outros bairros como Montese, Jardim Guanabara, Messejana, Antônio Bezerra, São João do Tauape, Joaquim Távora e Itaperi também demandam a passagem do fumacê. A liberação do bloqueio para essas regiões é analisada pela Secretaria Estadual da Saúde, segundo o assessor técnico. 
O relatório da SMS aponta que até o dia 18 de março 5.111 casos de dengue foram notificados na Capital. Destes, há 1.610 confirmados. A Regional VI tem a maior incidência, com 403 ocorrências, seguida pela Regional I, com 380 confirmações. Já os registros de chikungunya chegaram a 593, neste intervalo de tempo. Comparado ao período semelhante de 2016 (janeiro a março), são 41 casos a mais.
A projeção é que caso as chuvas continuem na mesma intensidade durante os próximos meses, os casos das três doenças devem superar os de 2016. “O pico dos casos é em maio. O momento agora é de prevenção”, alerta Carlos Alberto. 
*** Informações com Diário do Nordeste
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores