sábado, 4 de março de 2017

"A chapa esquentou": as revelações do empreiteiro Marcelo Odebrecht.

Assim que começaram a vazar os primeiros detalhes do depoimento de Marcelo Odebrecht, o mundo político oscilou entre aliviado e tenso. Aliviado, porque logo se divulgou uma leitura segundo a qual fora positivo para o presidente Michel Temer, pois o empreiteiro confirmara o controvertido jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, mas garantira que o então vice-presidente não mencionara valores. Tenso, porque não precisou mais de um dia para que se disseminasse a percepção de que as razões para o alívio eram um tanto ligeiras. Odebrecht falou por quatro horas, respondeu a mais de cem perguntas e destravou o pino de uma bomba. VEJA teve acesso aos principais trechos, como a confirmação de que a chapa Dilma-Temer disputou a eleição em 2014 forrada com dinheiro de caixa dois e que o PT recebeu 150 milhões de reais.
As revelações detonam a versão de Dilma Rousseff de que jamais tratou de dinheiro clandestino “com quem quer que seja”. Odebrecht rememorou o encontro com a então presidente durante viagem ao México, no qual lhe avisou que a Lava Jato podia chegar ao dinheiro “contaminado” que vinha de uma off-shore da empreiteira. No caso de Temer, o impacto é menos intenso, mas, por estar no auge do seu poder político, as consequências tendem a ser mais relevantes. Odebrecht deu elementos suficientes para o ministro Herman Benjamim, do Tribunal Superior Eleitoral, pedir a cassação da chapa vitoriosa em 2014. Para complicar, Lúcio Funaro, conhecido operador financeiro que atuava para o PMDB, envia recados ameaçadores ao Palácio. “Se eu quiser, eu destruo o Temer”, já disse ele a mais de um interlocutor. A VEJA, ele confirmou que esteve com José Yunes, amigo de Temer, quando lhe entregou um pacote, e com o próprio presidente. “Já estive com ele (Temer), já falei, mas não me lembro do contexto.”
*** Informações com Revista Veja
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores