quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Delegado geral ameaça demitir policiais civis em greve no Ceará. Matéria com áudios.

O delegado geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, participou de uma reunião com 160 escrivães com nomeações para 2ª e 3ª chamada, nesta terça-feira (1º). Na ocasião, Andrade disse que os policiais em greve devem ser notificados, para que entreguem carteira, distintivo e arma. Ele voltou a afirmar que o movimento grevista é ilegal e chegou a utilizar o termo “pilantra” para classificar os grevistas. A conversa foi gravada e o áudio foi divulgado nas redes sociais, o que causou mal estar na categoria.
“Tenho 45 anos de idade e 29 de serviço público. Comecei a trabalhar bem cedo e nunca cometi uma ilegalidade dentro da função. E desafio qualquer um desses pilantras que estão aí. Se vão entrar para engrossar esse coro, não entrem”, disse Andrade aos escrivães.
Confira o áudio - Click Aqui.
Em outro trecho da gravação, Andrade Júnior aparece alertando os policiais que participavam da reunião, para que não gravassem o que era dito na sala. “Eu sei que um ou outro está gravando a conversa do delegado geral. Não façam isso. Não façam porque o processo de vocês vai durar dez dias. Está gravando, para de gravar logo”.
Questionado sobre a nomeação dos escrivães poderia ser um grande erro, Andrade disse: “muita gente diz: Andrade, você tem quantos para entrar. 200? Andrade, você vai colocar 200 escrivães para dentro para engrossar essa turba que está aí. Eu digo: gente, eu boto para dentro, eu boto para fora. Eu tenho mais duas turmas de reserva. Eu tenho cadastro de reserva que o governo vai abrir agora. Eu mudo toda a Polícia Civil. Mas isso aqui funciona!”. O delegado geral disse, ainda, que aquele que achar que o discurso era “muito duro”, para que desistisse de entrar na corporação. “Eu peço encarecidamente que aquele que achar que o discurso é muito duro, desista. Mas desista mesmo”.
Andrade Júnior voltou a falar que não respeitava o movimento grevista e pediu aos presentes que se alguns deles tivessem amigos que aderiram ao movimento, que se apresentassem imediatamente ao trabalho. “Se vocês têm amigos, a única saída deles é se apresentar imediatamente ao trabalho. Não é ameaça do delegado geral. Estou mandando trabalhar. Os senhores estão sendo convocados pra trabalhar”, disse. 
Pedido de desculpas - Click Aqui
Após a divulgação e repercussão do material, um segundo áudio que traz o delegado pedindo desculpas pela expressão utilizada para se referir aos grevistas foi compartilhado, também através das redes sociais.
“Gostaria de pedir desculpas aos policiais civis porque o termo foi inadequado. Os senhores não são esses, até porque não foi direcionado para os senhores. Nós sabemos quem são as pessoas que estão buscando promoção pessoal e mentindo para a categoria, dizendo que conseguiu isso e aquilo”, diz a segunda gravação.
Tentamos contato com o delegado geral, Andrade Júnior, mas até o fechamento dessa matéria, não obtivemos êxito.  
*** Informações com CNEWS
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores