terça-feira, 22 de novembro de 2016

Conselheiro recua e Comissão de Ética abre processo contra o Ministro Geddel Vieira Lima.

A Comissão de Ética da Presidência da República abriu por unanimidade, nesta segunda-feira, procedimento investigativo para apurar se o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, violou a legislação no caso que resultou na demissão do agora ex-ministro da Cultura Marcelo Calero.  Indicado ao cargo pelo próprio Geddel, o conselheiro José Saraiva recuou do pedido de vista que havia solicitado pela manhã e apresentou voto pela instauração de inquérito. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo na edição do último sábado, Calero afirmou que Geddel o pressionou em mais de uma ocasião para liberar uma obra embargada em Salvador, onde o peemedebista tem um apartamento. 
Na mesma tarde, o presidente Michel Temer afirmou por meio de seu porta-voz, Alexandre Parola, que o ministro permanecerá no cargo. “Em primeiro lugar, o Ministro Geddel Vieira Lima continua à frente da Secretária-Geral da Presidência”, disse o porta-voz, confundindo o cargo de Geddel. “O Presidente Michel Temer ressalta, adicionalmente, que todas as decisões sob responsabilidade do Ministério da Cultura são e serão encaminhadas e tratadas estritamente por critérios técnicos, respeitados todos os marcos legais e preservada a autonomia decisória dos órgãos que o integram, tal como ocorreu no episódio de Salvador”, afirmou o porta-voz.
O presidente do colegiado, Mauro Menezes, afirmou que o conselheiro Saraiva, “em um gesto de boa vontade”, mudou de ideia porque não queria atrapalhar o processo. Geddel já foi informado da decisão. “O ministro terá dez dias para se manifestar perante a comissão”, disse Menezes.
Saraiva foi indicado por Geddel para o cargo e tomou posse em setembro deste ano, já na gestão de Michel Temer. Sua nomeação foi assinada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (PMDB-RJ), que estava no exercício da Presidência da República, após pedido do ministro da Secretaria de Governo, que é seu amigo. Questionado se poderia haver algum tipo de suspeição na conduta de Saraiva, Menezes afirmou que tem “confiança que conselheiros agem com absoluta autonomia”. Ele mencionou ainda que o relator do caso será designado até esta terça-feira.
*** Informações com Revista Veja
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores