sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A redenção do Mineirão: Brasil goleia a Argentina por 3 a 0

“O campeão voltou!” Quem imaginaria que o tradicional bordão seria usado no primeiro reencontro entre a seleção brasileira e o palco da maior tragédia do futebol nacional, os 7 a 1 de 8 de julho de 2014. Os mais de 53.000 espectadores presentes ao Mineirão na noite desta quinta-feira (10-11) puderam ir à forra com uma atuação irreparável do Brasil. O fantasma do Mineirazo foi exorcizado com os 3 a 0 sobre a Argentina. A noite de gala contou com gols de Philippe Coutinho, Neymar (seu 50º pela seleção) e Paulinho, gritos de olé antes dos 20 minutos do segundo tempo e ovações intermináveis para o camisa 10 e para o técnico Tite.
O primeiro gol foi uma pintura de Coutinho. Aos 24 minutos, o meia do Liverpool recebeu de Neymar do lado esquerdo, limpou a jogada para o meio e soltou a bomba, no ângulo esquerdo do goleiro. Golaço. O segundo veio só nos acréscimos da primeira etapa. Gabriel Jesus fez bela jogada e deixou Neymar na cara do gol. O camisa 10 só teve o trabalho de tirar de Romero para fazer 2 a 0. Paulinho fechou o placar já no segundo tempo.
As vaias e apreensão que a torcida brasileira viveu na derrota para a Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo, no mesmo estádio, foram substituídas por um clima de festa e confiança desde horas antes da partida. Graças ao bom futebol apresentado desde que Tite assumiu a seleção, a relação entre o torcedor e a equipe mudou da água para o vinho. E Neymar foi o retrato desta simbiose.
À vontade, o camisa 10 roubou todos os holofotes. Aqueles que esperavam assistir um duelo particular entre ele e Lionel Messi, acabaram voltando suas atenções apenas para Neymar. Se o argentino foi surpreendentemente muito aplaudido por quase todos os torcedores brasileiros no Mineirão – após vaias inclusive ao hino argentino –, quem mereceu todas as celebrações foi o brasileiro. 
O duelo entre os dois craques do Barcelona era tão relevante que mais de 200 veículos de comunicação de cinco continentes diferentes estiveram em Belo Horizonte para cobrir a partida. Pela importância dos dois no contexto do futebol mundial, a partida foi transmitida ao vivo para toda a Espanha, apesar de começar à 0h45 de sexta-feira no horário do país europeu.
O “Capita” também não foi esquecido. Carlos Alberto Torres foi homenageado por Daniel Alves, que usou a camisa 4 e vestiu a braçadeira de capitão no jogo, e o árbitro deu um minuto de silêncio. Os aplausos e gritos com o apelido que consagrou o ex-jogador mantiveram o momento barulhento.
Com o resultado, a equipe de Tite se manteve na liderança das Eliminatórias, agora com 24 pontos. A Argentina está em situação complicada e continua fora da zona de classificação para a Copa do Mundo com 16 pontos – um atrás do Chile, quinto colocado.
*** Informações com Revista Veja
Acompanhe as notícias diariamente do Portal de Notícias Aconteceu Ipu pela rede social: #AconteceuIpu (Facebook da nossa redação). Entre em contato pelo whatsapp: (88) 9.9916-7711. Contrate também nosso Departamento de Marketing para cobertura de eventos pelo telefone: (88) 9.9600-1918

0 comentários:

SITES OFICIAIS E REFERÊNCIA

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

SITES E PORTAIS DE NOTÍCIAS

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

RÁDIOS PARCEIRAS DO AI

Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

Meus seguidores